Prefeito de Guanambi diz que não se arrepende de ter entregue chave da cidade a Deus

0
83

Após mais de 100 dias de governo, o prefeito de Guanambi, Jairo Silveira Magalhães (PSB), falou sobre o decreto em que entregou a Deus a chave da cidade. Segundo ele, as pessoas falam da laicidade do Estado, mas o Estado não é laico.

“O Estado não é ateu. Não é porque sou prefeito que virei ateu, continuo crendo em Deus. Sem a benção de Deus não somos ninguém”, disse. Para Magalhães, o decreto foi interpretado de maneira equivocada. “Tem como você andar sem pensar primeiro em Deus? A gente é tachado de intolerante, mas os intolerantes acabam sendo aqueles que interpretam errado”, completou.

Por fim, o prefeito reiterou que não quis adentrar no aspecto religioso e nem ser contra nenhuma crença. O decreto foi publicado no dia 2 de janeiro, no Diário Oficial do Município. No documento, o gestor cancelou “em nome de Jesus” todos os pactos realizados com qualquer outro Deus ou entidades espirituais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA