O cenário e a confiabilidade das pesquisas eleitorais em Livramento

0
307

A cidade de Livramento de Nossa Senhora figura entre os municípios que mais realizaram pesquisas para aferir a intenção de votos, relativo às eleições municipais 2016, incluindo, claro, o período pré-eleitoral. Isso trouxe uma natural desconfiança diante dos resultados, pois elas deixaram de ser usadas apenas para ancorar as estratégias de marketing eleitoral e tornaram-se a própria estratégia.

A fraude pode ocorrer diretamente nos números ou via direcionamento da enquete para locais sabidamente de concentração de votos do candidato que encomenda o serviço, para influenciar e enganar indecisos.Exige-se, portanto, que sejam lidas e analisadas com atenção, sobretudo quanto à idoneidade do pesquisador. Não são todas que servem de rumo ao eleitor. Estão sendo alvo de fraudes e manipulações.

Assim, é recomendável que se leia pesquisa observando a trajetória do candidato e a credibilidade da empresa. Nesse sentido, vamos retroceder às eleições de 2012, mostrando como isso fica claro. Foram cinco pesquisas (Folha Regional – 8 a 12 de maio, Tribuna do Sertão/Gaspareto – 10 a 12 de junho, Folha Regional – 19 a 23 de junho, Jornal O Eco – 6 a 8 de julho, Folha Regional – 25 a 30 de agosto).

Só o Instituto Folha Regional previu vitória de Paulo Azevedo e em todas as amostras, enquanto os demais indicavam Ricardinho Ribeiro. Paulo venceu com a histórica frente de 3.197 votos.

Agora, Ricardinho é o favorito
Em 2016, o Folha Regional divulgou duas pesquisas pré-eleitorais, uma em fevereiro, dando empate técnico entre Emerson Leal (20,3%, estimulada, e 11,7%, espontânea); e Ricardinho (18,4%, estimulada, e 11,3%, espontânea).

Na segunda, em 30 de julho, Ricardinho passou a liderar, com 42,84%, contra 33,97% de Emerson Leal. E uma última, dia 27 de agosto, com Ricardinho mantendo a frente, com 51,69%, contra 35,19% de Emerson. Isso na enquete espontânea. Na estimulada, deu Emerson (34%) e Gerardo Júnior (38%). No confronto direto, Gerardo Júnior passa à frente, com 43% e Emerson fica nos 34%. Esses números sugerem instabilidade.Em abril, sem Ricardinho no páreo, em pesquisa do Instituto Babesp, Emerson Leal aparecia liderando com 42,2%, enquanto o Jornal O Eco mostra o ex-prefeito (29%) empatado com Gerardo Júnior (28%).

Agora, Ricardinho botou 16% de frente, segundo o Folha Regional, equivalentes a cinco mil votos. Para rebater, Emerson encomendou uma pesquisa, em que desponta com 48%, contra 39,73 de Ricardinho. Foi realizada por uma empresa de transporte escolar, a José Ricardo Rocha de Souza-ME, cuja legalidade está sendo questionada na Justiça, pelas coligações Força, coragem e renovação e Juntos somos mais fortes.

Abrangeu apenas 12 localidades, o que só cobre dois terços do eleitorado, incluindo áreas de mais votos de Emerson. Por isso, meu palpite é que, ainda assim, Ricardinho venceria com uma frente próxima de 3.000 votos. Com informações do Mandacaru da Serra

There are no photos with those IDs or post 6506 does not have any attached images!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui